Oportunidades de Negócios do Movimento Maker

por | Ideias de Negócios

Laboratórios colaborativos, coworkings, espaços sem fins lucrativos, mecânicas DIY, labs makers corporativos. Estas são algumas das oportunidades de negócios do movimento Maker!!!

 

O movimento maker é um nicho de mercado inovador que com a união de tecnologia e produção artesanal vem acumulando milhões de adeptos em todo o mundo.

Hoje, já são mais de 135 milhões de makers só nos EUA e mais de 3400 espaços makers no mundo (oficinas de coworking que disponibilizam máquinas e ferramentas para transformar sua ideia em realidade).

A diferença do movimento maker para os já conhecidos DIY – Do It Yourself (Faça Você Mesmo) – ou a bricolagem, é que os trabalhos são feitos com a ajuda de equipamentos  (impressoras 3D por exemplo) e utilizando-se de espaços colaborativos que incentivam a criatividade e a inovação.

A cultura maker

Maker é quando você produz algo, não importando muito a maneira como você faz.

Primeiro você vai para o manual e só depois reflete em cima disso.

Não se fica projetando uma ideia por 1 ou 2 anos para só então criar um protótipo. Inverte-se um pouco a lógica do que todos estavam acostumados a trabalhar.

Crescimento no Brasil e no Mundo

O avanço do movimento maker é consequência da popularização do mercado global do DIY: através da internet e os diversos tutoriais online que ensinam a fazer praticamente qualquer coisa; e da evolução das máquinas e equipamentos: que têm facilitado o trabalho das pessoas que querem fabricar seus próprios projetos.

Em 2013, o valor de mercado global de DO IT YOURSELF (faça você mesmo) era de aproximadamente US$ 32 Bilhões.

Esse crescimento é visto na Maker Faire, maior evento da área lançada em 2006 nos EUA, e que hoje já conta com versões menores em todo o mundo.

Ideias de Negócios do Movimento Maker

Vamos conhecer alguns empreendedores ligados ao movimento maker que estão alcançando sucesso em seus negócios?

We Fab – Laboratório de Inovação Maker

Os Maker Innovation Labs são espaços dedicados ao desenvolvimento de projetos para o mercado corporativo.

Os serviços oferecidos vão desde de workshops, que ensinam departamentos a trabalharem de forma maker, até consultorias para desenvolvimento de protótipos de produtos específicos.

Na Web Fab são desenvolvidos produtos como: embalagens, maquinas, internet das coisas……entre outros; com preços dos projetos que podem variam de R$ 20,00 à R$ 50 mil reais.

Heloísa Neves, diretora do We Fab, conta que as empresas estão em busca de inovação disruptivas:

“Os diretores das empresas conhecem o movimento, e entendem que é uma tendência que veio para ficar.”

“O mais difícil é levar essas práticas novas para dentro das empresas que já tem seus processos robustos.”

Um case de sucesso do Web Fab foi o desenvolvimento da primeira máquina de personalização de sabonetes para Natura, mostrando que aos poucos, as grandes empresas tendem a aderir ao movimento.

São Paulo já tem 12 laboratórios makers públicos espalhados pela cidade.

Bricolabs – Laboratórios de Workshops

Os Bricolabs, da Leroy Merlin, são espaços dentro das lojas da rede destinados a ensinar clientes finais e prestadores de serviços a executarem o seus próprios projetos.

A oficina de bricolagem é inspirada no conceito de Fab Lab em que o Cliente pode libertar seu lado inovador. O espaço oferece ferramentas elétricas, equipamentos eletrônicos para automatização e conectividade, como Arduíno, impressoras 3D, fresadora CNC e outras máquinas.

O espaço oferece cursos práticos de: aplicação de pastilhas, pintura de paredes, corte de madeira, micro retífica, tratamento de piscina, etc.

Tudo que estiver ligado a construção, acabamento, decoração e jardinagem.

Hoje, os participantes dos treinamentos estão divididos em: 50% consumidores, que buscam economia devido ao aumento do custo da mão de obra; e 50% de prestadores de serviço, que buscam especialização.

O valor do mercado de reformas residencias foi de US$ 345,5 bilhões nos EUA em 2016.

A intenção da Leroy Merlin é abrir os Bricolabs para que fornecedores, parceiros, e até clientes possam reservar o espaço no futuro e ministrarem cursos para sua comunidade.

Segundo o STATISTA, o mercado de impressão 3D chegou a US$ 5,17 Bilhões em 2016, cresceu 28,5% em 2017, e a estimativa é de superar os US$ 30 Bilhões em 2022 em todo o mundo.

Veja Também: Como fazer negócios com Realidade Virtual

 

Oficina FAB LAB

O Garagem é uma oficina Fab Lab independente, inaugurada em 2013 com investimento de 80 mil reais, começou como uma empresa privada, e hoje em dia, é uma associação sem fins lucrativos.

O conceito do negócio é disponibilizar um laboratório de fabricação bem equipado e de baixo custo, onde as pessoas possam se encontrar para fazer os seus projetos.

Mais do que um laboratório, o espaço é uma rede formada por profissionais, entusiastas, artistas, estudantes, empreendedores e professores, apaixonados pela criação colaborativa e pelas  potencialidades da fabricação digital, eletrônica e programação aliadas a marcenaria e outras técnicas “low tech”.

É um espaço de criatividade que fomenta o empreendedorismo e a experimentação.

Os valores para utilização de toda estrutura vão de R$ 80,00 à R$ 320,00 reais por mês de acordo com a necessidade de cada usuário.

A procura tem sido crescente e os administradores esperam um crescimento de 10% para os próximos 12 meses.

Mecânica para consertar o próprio carro

Na Suíça, com faturamento de R$ 2 milhões por ano, a oficina mecânica Do It Yourself Garage fornece todas as ferramentas e equipamentos para o cliente que deseja consertar o próprio carro.

A oficina conta com toda a infraestrutura: das ferramentas mais básicas à equipamentos mais modernos.

O cliente pode trocar o pneu, revisar os freios e fazer a manutenção do ar condicionado.

O preço é cobrado por hora e traz uma economia em relação a mão de obra.

O modelo de oficina DIY costuma atrair quem se interessa por mecânica e quer consertar o próprio carro.

Veja Também: 5 Ideias de Negócios de Bem Estar e Saúde

 

Coworking Maker em Londres

Diferente do conceito Fab Lab, o Makerversity é uma mistura de coworking e movimento maker.

O ambiente fornece espaço, ferramentas e máquinas; tudo que é necessário para iniciar um negócio através da cobrança do aluguel de mesas rotativas ou fixas.

o Makerversity começou em 2014 com 50 membros e hoje já são mais de 300 divididos em 2 unidades (Londres e Amsterdam).

A lógica é a seguinte…

Por que cada empresa precisa comprar sua impressora e as próprias ferramentas?

Eles oferecem: mesa, impressoras 3D, prototipagem, corte a laser, ferramentas para trabalho com metal como brocas, tornos, máquinas CNC, ferramentas para talhar madeira, para carpintaria, máquinas CNC…..Ufaaaa!!!!

Seja no ramo da moda, têxtil, design de produtos e desenho industrial.

No espaço, gasta-se menos e exige-se menos da indústria.

Outro bom motivo, é poder estar num ambiente com pessoas criativas que incentiva o network.

Por que se isolar em salas próprias?

Dividir espaço e conhecimentos pode tornar seu negócio melhor!!

O MOVIMENTO MAKER NÃO VAI DESACELERAR

O entusiasmo do mercado com o movimento makers vai além da importância de lugares de trabalhos coletivos e de uso de novas tecnologias, e passa pela certeza que alguns dos muitos envolvidos podem estar criando propostas revolucionárias e lucrativas.

Essa é razão, pelas quais, as maiores empresas de tecnologia do mundo estão investindo nas suas próprias oficinas makers.

O movimento maker é mais uma oportunidade de conexão entre pequenos empreendedores e gigantes do mercado!!

Curioso pelas novidades do mercado?

Assine nossa lista e fique por dentro das oportunidades e tendências para o seu negócio de sucesso!!